Inicial / #VereadorArmando / Emenda do Bohn Gass incluí Duplicação do Caminho do Meio na LDO da União para 2018

Emenda do Bohn Gass incluí Duplicação do Caminho do Meio na LDO da União para 2018

Caminho do Meio entre as obras do RS na Lei de Diretrizes Orçamentárias

Além do Caminho do Meio para Viamão, o deputado Bohn Gass também defendeu e conquistou, aprovação da construção do Centro de Oncologia do Grupo Hospitalar Conceição (GHC), e a duplicação do trecho entre Guaíba e Pelotas da BR-116 e da BR-285, na região de São José dos Ausentes, na Serra.

A boa notícia veio do próprio autor da emenda, o deputado federal Elvino Bohn Gass (PT/RS), que conseguiu a inclusão na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) da União para 2018, aprovado na última quinta-feira (13), no Plenário do Congresso Nacional,  da duplicação das obras da Estrada Caminho, como é conhecido o trecho que começa no fim da Avenida Protásio Alves, em Porto Alegre, na ponte Arrio Feijó da Cecília, perto da divisa com Alvorada, e segue até a Estação da CEEE, na Parada 54 de Viamão.

A eficiência do deputado Bohn Gass, único parlamentar gaúcho, titular da Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional, fez com que fosse acrescentada, a Duplicação do Caminho do Meio, junto com outras emendas que a comissão vinha negociando junto ao Governo Federal, e também entre as outras três obras que foram destinadas ao Estado.

Com isso, além da Duplicação do Caminho do Meio, de Viamão, o deputado Bohn Gass também defendeu e conquistou aprovação, junto a Comissão Mista de Orçamento, das três emendas prioritárias e impositivas da Bancada Gaúcha.

Na área da saúde e para tratamento de câncer, destinado aos atendimentos de usuários do SUS (Sistema único de Saúde) de Porto Alegre, Viamão, Alvorada, Gravataí e demais da região metropolitana e do Estado, as obras de construção do Centro de Oncologia do Grupo Hospitalar Conceição (GHC).

Na mobilidade urbana, a duplicação do trecho entre Guaíba e Pelotas da BR-116, e, a conclusão de trecho de 6 a 8 Km da BR-285, na região de São José dos Ausentes, na Serra, para ligação de turismo, integração e conservação dessa região.

Escute o trecho do áudio da entrevista a Rádio Câmara, do deputado Bohn Gass, após aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias, que incluiu o Caminho do Meio de Viamão

Vereador Armando: A força tarefa para Duplicação do Caminho do Meio

Já temos o projeto pronto e aprovado, e já conseguimos chegar ao caderno de obras do Governo Federal, através da LDO, comemora o vereador Armando.

A notícia foi comemorada pelo vereador Luís Armando Azambuja (PT), que criou a Frente Parlamentar de Apoio à Mobilidade Urbana e Infraestrutura Viária, incumbido de tratar da defesa da Duplicação do Caminho de Meio e de outras obras de mobilidade, através de uma força tarefa aqui em Viamão. “Já temos o projeto pronto e aprovado, e já conseguimos chegar ao caderno de obras do Governo Federal, através da LDO. Agora vamos buscar os recursos orçamentários e necessários para efetivação da Duplicação do Caminho do Meio. Estamos exatamente no meio do caminho dessa luta, que com certeza e apoio de todos, será vitoriosa a comunidade viamonense”, enfatiza o vereador Armando.

Para o vereador Armando Azambuja, que também é o representante no município, do deputado Federal Elvino Bohn Gass, estimativa é de que 100 mil pessoas sejam diretamente beneficiadas com a duplicação do Caminho do Meio, representando uma antiga reivindicação dos moradores de Viamão. “O alto número de atropelamentos no Caminho do Meio, que também não tem meio-fio, está entre as grandes preocupações dos viamonenses, que sonham com a obra, para desafogar o intenso, interminável e grande congestionamento das manhãs e tardes do trânsito de veículos da ERS 040, além de qualificar a mobilidade urbana da região, assim como, torna-la mais segura, sinalizada e iluminada”, concluiu o vereador Armando.

A Estrada Caminho do Meio (da ponte do Arroio Feijó até a ERS 040-Rodovia Tapir Rocha), além de servir como rota alternativa da ERS 040, define-se como via coletora, pelo grande número de usuários nas horas de pico.

Por dia, circulam quase 7.500 veículos, no sentido Viamão/Porto Alegre e quase 7.000, no sentido Porto Alegre/Viamão.

Bairros Contemplados com a Duplicação do Caminho do Meio:

Porto Alegre: Vila Safira, Protásio Alves, Mário Quintana, Rubem Berta, Verdes Campos e Loteamentos/Condomínios Diversos

Viamão: Parque Índio Jari, Monte Alegre, Novo Horizonte, Jardim do Castelo e Loteamentos Condomínios diversos.

Alvorada: Loteamento Algarve, Porto Verde, Loteamento Nossa senhora Aparecida, vila Torotama, Stella Maris e Lotemaneots/ Condomínios Diversos.

Bohn Gass: LDO blindou Mais Médicos, além de elevar gastos com áreas sociais, saúde e educação

Com isso, o programa Mais Médico, e os investimentos em as ações nas áreas sociais, da saúde e nas metas inscritas no Plano Nacional de Educação, não deverão ser contingenciáveis pelo Governo Temer.

De acordo com o deputado Elvino Bohn Gass (PT/RS), único parlamentar gaúcho, titular da Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional, o texto aprovado na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) da União para 2018, aprovado na última quinta-feira (13), no Plenário do Congresso Nacional, proibiu a limitação os recursos direcionados para o programa Mais Médicos, medida que não constava do texto enviado pelo governo, além disso, foi elevado os gastos per capita em área social, e determinados que os pisos constitucionais para a saúde e para a educação, sejam acrescidos da taxa de crescimento populacional estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para o próximo ano, que é de 0,73%.

Com isso, o programa Mais Médico, e investimentos em as ações nas áreas sociais, da saúde e nas metas inscritas no Plano Nacional de Educação (PNE), passam a fazer parte de um dos anexos da lei que elenca todas as despesas não contingenciáveis.

Outra medida aprovado na LDO, determina que o pagamento das emendas de deputados e senadores será concentrado nos seis meses iniciais do ano, evitando que a execução seja prejudicada pelo chamado “defeso eleitoral”, onde a execução de emendas é vedada pela Lei Eleitoral (Lei 9.504/97), nos três meses que antecedem as eleições.

O texto do projeto da LDO, irá agora para sanção presidencial, que servirá como orientação da elaboração e da execução do orçamento de 2018 do País.

Por outro lado, o deputado Bohn Gass criticou o congelamento de gastos por 20 anos, determinados pelo projeto do governo Temer, que impactou nos investimentos previstos da LDO, onde não haverá tanto recursos como nos governos Lula e Dilma, nas áreas sociais, saúde, educação, segurança e nos recursos humanos dos serviços públicos, além de previsão de ampliação da malha tributária com elevação de impostos. “Foi esse congelamento de gastos que o Temer fez depois do Golpe, razão que o salário mínimo não tivesse aumento acima da inflação, como havia no tempo do Lula e Dilma, o que vai dificultar o consumo, e com impacto do comercio e na geração de empregos, além disso, não permite as contratações de novos funcionários concursados nas áreas da saúde e educação, mas aumentam os impostos a população, tira direitos trabalhistas e da previdência social”, apontou o deputado Bohn Gass.

Sobre o Vereador Vereador Armando

O vereador Armando, como é popularmente conhecido, tem 49 anos, é jornalista/radialista, técnico em contabilidade, Bacharel em Direito, e, pós- graduado em Gestão Hospitalar. Armando esta no quinto mandato de vereador. Armando é considerado um dos vereadores mais atuantes e experientes do Legislativo. É o campeão de projetos e de leis aprovadas e sancionadas. WhatsApp Lista de Transmissão de Notícias: 51 9990-45123 Celular 51 993321888 Gabinete: 51 34854957

Além disso, verifique

Tem primeira dose para pessoas com 12 anos ou mais, e segunda dose antecipada da Pfizer/Biontech!