Inicial / FUNCIONALISMO PÚBLICO DE VIAMÃO / Vereador reivindica plano de cargos e salários ao funcionalismo municipal da saúde e do quadro administrativo e geral

Vereador reivindica plano de cargos e salários ao funcionalismo municipal da saúde e do quadro administrativo e geral

O vereador Armando propõe dois planos carreira distintos. Um plano de carreira, cargos e salários, de acordo com as diretrizes do SUS, especialmente aos servidores da saúde, e outro plano cargos e salários para o quadro geral e administrativo da prefeitura. “É inadmissível uma técnica em enfermagem receber menos de R$ 700,00 e um vigilante menos de R$ 500,00 por mês como salário básico”, diz Armando.

armando

O vereador presidente da Câmara de Viamão, Luís Armando Azambuja (PT), encaminhou ao prefeito Valdir Bonatto, pedido de providências cobrando a promessa de apresentação de projeto de lei instituindo plano de carreira, cargos e salários ao funcionalismo municipal da saúde e do quadro geral.

De acordo com o vereador Armando, a prefeitura conta com mais de 3,6 mil servidores, sendo mais de quinhentos aposentados (inativos), e 3 mil ativos, onde 1,5 mil são do quadro do magistério, que já contam com plano de carreira, e outros 1,5 do quadro geral e da saúde, sendo que 20% destes recebem menos de um salário mínimo como salário base, necessitando de complementação salarial para chegar ao mínimo nacional. “Entre as cidades da região metropolitana somos a que menor remunera o funcionário público”, disparou.

Para o vereador Armando, a qualificação dos serviços levados a população passam pela satisfação dos funcionários, que muitas vezes, tem que se socorrerem aos valores pagos como vale alimentação e ao vale transporte como complementação de salário.

O vereador propõe dois planos carreira distintos. Um plano de carreira, cargos e salários, de acordo com as diretrizes do SUS, especialmente aos servidores da saúde, médicos, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, técnico em enfermagem, e outros. E outro plano cargos e salários para o quadro geral e administrativo da prefeitura, que incluiria os vigilantes, operários, serventes, auxiliares administrativos, arquitetos, entre outros.

O mês de novembro é o limite do tempo que a Câmara vai dar ao prefeito Bonatto, para apresentação de projeto de lei corrigindo esta triste realidade, disse o vereador Armando. “É inadmissível uma técnica em enfermagem receber menos de R$ 700,00 e um vigilante menos de R$ 500,00 por mês como salário básico”, concluiu.

Sobre o Vereador Vereador Armando

O vereador Armando, como é popularmente conhecido, tem 47 anos, é jornalista/radialista, técnico em contabilidade, Bacharel em Direito, e, pós- graduado em Gestão Hospitalar. Armando esta no quinto mandato de vereador. Armando é considerado um dos vereadores mais atuantes e experientes do Legislativo. É o campeão de projetos e de leis aprovadas e sancionadas. WhatsApp Lista de Transmissão de Notícias: 51 9960-13123 WhatsSacLegal: 51 9994-13123 (Automatizado)

Além disso, verifique

Neste domingo tem eleição para escolha de conselheiros tutelares das três regiões de Viamão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *