Inicial / #armando13123 / HOJE É FERIADO MUNICIPAL EM VIAMÃO

HOJE É FERIADO MUNICIPAL EM VIAMÃO

O vereador Luís Armando Azambuja, através deste espaço com objetivo de informação de utilidade pública a toda a população, informa que nesta quinta-feira, dia 08 de dezembro, é o Dia da Padroeira do município de Viamão, Nossa Senhora Imaculada Conceição, e por esse motivo, e da Lei 1620/79, é realizado anualmente, feriado municipal.

Tanto a Prefeitura de Viamão, quanto a Câmara, escolas e demais repartições públicas municipais não terão expediente nesta quinta-feira, dia 08 de dezembro. Na sexta, tudo retorna normalmente.

As escolas públicas municipais e estaduais e as particulares, os bancos, Postos de Saúde-Unidades Básicas de Saúde (UBs), e os serviços públicos municipais, estaduais e federal com sede em Viamão, também não terão expediente.

Funcionamento Normal

No entanto, serão mantidos plantões dos serviços públicos essenciais: coleta de lixo, iluminação pública, aterro sanitário, plantão de motoristas da SMOV, Conselho Tutelar, plantões na borracharia e mecânicos, serviços de ambulância, vigilância, Cemitério e Fiscalização de Trânsito.
O plantão de Saúde será na UPA 24h (Unidade de Pronto Atendimento) da parada 36, localizada na Av. Senador Salgado Filho (ERS-040) e no Instituto de Cardiologia Hospital Viamão.

Ônibus com passe livre

Os ônibus das linhas municipais de Viamão, terão passe livre nesta quinta-feira, dia 8 de dezembro, e terão seus horários iguais dos feriados.


Ônibus Intermunicipais

As linhas dos ônibus intermunicipais (Viamão/POA), terão seus horários com tabela normal.

Mercados e comercio em geral

Quanto aos supermercados, madeireiras e legistas em geral, em sua grande maioria devem abrir normalmente.

A Missa da Padroeira – Às 9h, às 15h e às 18h ocorrem Oração do Terço, e durante todo o dia, estará na Igreja Matriz, a Imagem Jubilar de Nossa Senhora Aparecida.
A partir das 20h, ocorre a realização da Missa Solene da Padroeira “Imaculada Conceição de Nossa Senhora”, na Igreja da Matriz.

Conceição_vereadorarmando6

Sobre o Dia 08 de Dezembro

No Dia 08 de Dezembro comemoramos no Catolicismo o Feriado de Nossa Senhora Conceição, Padroeira de Viamão.
Na umbanda Celebra-se o Dia da mais benevolente Mãezinha, Oxum.
Muitos séculos antes da Igreja Católica proclamar o dogma da Imaculada Conceição de Maria, o povo já reconhecia a pureza da Mãe de Deus, concebida sem a mancha do pecado original e celebrava sua festa a 8 de dezembro.
Na Bahia, ela é tida como Nossa Senhora das Candeias ou Nossa Senhora dos Prazeres. No Sul do Brasil, é muitas vezes sincretizada com Nossa Senhora da Conceição, enquanto no Centro-Oeste e Sudeste é associada ora à denominação de Nossa Senhora, ora com Nossa Senhora da Conceição Aparecida.
No Brasil é tradição montar a árvore de Natal e enfeitar a casa no dia 8 de dezembro, dia de N.Sra. da Conceição.Conceição_vereadorarmando1

Sobre Nossa Senhora da Conceição
Segundo a tradição Nossa Senhora apareceu a várias pessoas confirmando a sua Conceição Imaculada e, após a proclamação do dogma pelo Santo Padre Pio IX, Maria Santíssima deu-se a conhecer em Lourdes a Bernadette Soubirous dizendo: “Eu sou a Imaculada Conceição.”
Em Portugal, Nossa Senhora da Conceição possuía grande número de devotos quando seu culto foi oficializado por D. João IV, primeiro rei da dinastia de Bragança, que fora aclamado a 1° de dezembro de 1640, data em que se iniciava a oitava da festa da Imaculada Conceição. Seis anos depois, com a aprovação das Cortes de Lisboa, ele dedicou à Virgem Imaculada o reino português. Em todo o território lusitano, assim como em suas colônias, a festa da Conceição de Maria tornou-se oficial e obrigatória, tendo sido cunhadas, em seu nome, moedas de ouro de 12 mil réis e outras de prata no valor de 450 réis. O solar da Santa Padroeira é Vila Viçosa, que deu seu nome a uma ordem honorífica instituída por D. João VI em 1818, com a denominação de Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa.
o Brasil a imagem da Virgem da Conceição chegou em uma das naus de Pedro Álvares Cabral. Ela representa Maria Santíssima de pé sobre o globo terrestre, tendo as mãos unidas em oração e os olhos voltados para o céu, esmagando com seus pés uma cobra, símbolo do pecado original.
* Os frades franciscanos foram os propagadores desta devoção que se espalhou de norte a sul, pois existem cerca de 375 paróquias a ela dedicadas. Em todas as localidades por onde passaram os filhos de S. Francisco foram construídos templos sob o orago de Nossa Senhora da Conceição, sendo Ela a padroeira de vários Estados brasileiros.
Dizem que na primeira igreja da América do Sul dedicada a esta invocação foi a pequena ermida de Itanhaém, uma das três povoações fundadas por Martim Afonso de Sousa durante o período de ano e meio que passou na capitania de São Vicente da qual era donatário. As ruínas da antiga capela, cuja localização foi escolhida pelo próprio fidalgo português, existem ainda na praia de Peruíbe, local denominado Aldeia Velha e são anualmente visitadas por numerosos turistas.
A primeira igreja dedicada a esta invocação erguida em terras brasileiras ao norte do Rio São Francisco parece ter sido a da vila de Itamaracá, então pertencente à capitania do mesmo nome e depois integrada ao território pernambucano. A própria sede da extinta capitania ficou sendo chamada Vila Conceição ou Vila Marial.
Devido ao desenvolvimento da Vila de Itanhaém, a antiga aldeia foi abandonada e, com o passar do tempo, o telhado da primitiva capela ameaçava ruir, por isso suas alfaias e imagens foram transferidas para a Matriz de Santana na cidade. A velha efígie da Virgem da Conceição, que permanece até hoje na igreja Santana, parece ser a santa enviada de Portugal por Martim Afonso de Sousa e a verdadeira Virgem de Anchieta, diante da qual o santo sacerdote orava fervorosamente e várias vezes permanecia em êxtase, encontrando nesta devoção o melhor conforto espiritual em meio às tribulações. Após uma vida dedicada ao amor ao próximo e à conversão do gentio, o santo jesuíta entregou a alma a Deus sob a proteção da Virgem Imaculada, cuja imagem jamais abandonava em todas as suas andanças pelo Novo Mundo.
Na Bahia este culto teve início em 1549, quando Tomé de Sousa chegou a Salvador trazendo uma escultura da Santa. A ermida, construída na praia, foi depois substituída por uma edificação mais sólida em 1765, toda em pedra de lioz, que dizem ter vindo pronta de Portugal e apenas montada no Brasil. A igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia é uma das mais populares da capital baiana e sua festa é muito concorrida, celebrando-se no dia 8 de dezembro a missa cantada, precedida de novenário e festejos na praça, com barracas e pratos típicos, alegrada por exibições de capoeira e samba de roda, pois seu culto é sincretizado com o de Iemanjá, a rainha da Praia é muito imponente em seu interior, possuindo magnífico trabalho de talha, uma admirável pintura no texto executada por José Joaquim da Rocha, um belo altar de prata maciça trabalhada e o maior conjunto sonoro do país, com 16 sinos, sendo 9 de carrilhão. Nossa Senhora da Conceição da Praia foi proclamada solenemente em 1971 a Padroeira oficial do Estado da Bahia.
No Estado do Rio temos a lendária Nossa Senhora da Conceição de Angra dos Reis, cuja imagem, passando por aquele porto, acabou ali permanecendo definitivamente. O navio que a conduzia, querendo seguir viagem, por três vezes arribou o ancoradouro e a Câmara da cidade, vendo nisto um milagre, resolveu comprar a efígie e a constituiu como protetora da vila.
No Rio Grande do Sul encontramos também a bonita lenda da Senhora da Conceição do Arroio, encontrada nos montes do capão do arroio, que banha a atual cidade de Osório. Esta imagem por várias vezes desapareceu do nicho que lhe fora reservado na igreja da vila vizinha voltando ao lugar onde havia aparecido. Finalmente foi construída no local uma pequena capela em torno da qual se iniciou a povoação de Nossa Senhora da Conceição do Arroio, terra natal do grande chefe e herói da Guerra do Paraguai Manuel Luís Osório Marquês do Herval.
A Virgem da Conceição é um dos oragos mais comuns em Minas Gerais, figurando não somente em pequenas capelas, como nas mais ricas e bonitas igrejas setecentistas, quando a descoberta do ouro permitiu o desenvolvimento da arte religiosa na província. Entre os templos mais interessantes desse período não podemos deixar de mencionar os de Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias (Ouro Preto), da autoria de Manuel Francisco Lisboa, pai do Alejadinho, onde o nosso genial artista trabalhou e foi enterrado; Nossa Senhora da Conceição de Sabará, que parece ter sido a primeira matriz daquela cidade; Nossa Senhora da Conceição de Catas Altas, de Mariana, de Guarapiranga, etc…nossasenhoragraca_vereadotrarmando
Não existe uma só capela filial ou ermida e matrizes de outras invocações onde não exista altar da Virgem da Conceição no Estado das Alterozas.
Após ter sido protetora de nosso país no período colonial, a Senhora da Conceição foi proclamada por D. Pedro I, ilustre descendente da dinastia de Bragança, Padroeira do Império Brasileiro. Com o advento da República e já no desponder do século XX, Ela cedeu o seu lugar a Nossa Senhora Aparecida, atual Rainha e Padroeira do Brasil, que é uma antiga imagem da Imaculada Conceição encontrada nas águas do rio Paraíba do Sul.

ICONOGRAFIA
Nossa Senhora, sobre o globo terrestre, esmaga com os pés uma cobra, símbolo do pecado original. Ela está de mãos juntas em atitude de oração e tem os cabelos longos caídos sobre os ombros. Usa uma túnica branca e um manto azul, e muita vezes se apresenta com uma coroa real. Sob seus pés aparece geralmente um crescente de lua sendo que às vezes a Senhora pisa sobre ele e a cobra envolve a terra. Em algumas imagens, sob os pés da Virgem surgem cabeças de anjos.
A lua que aparece quase sempre sob os pés da Senhora da Conceição simboliza a substância passiva, que guarda em seu seio os raios do Sol. Por esse motivo é também o símbolo de Maria, que guardou em seu seio Jesus, o Deus Encarnado.

Conceição_vereadorarmando8

Igreja Nossa Senhora da Conceição de Viamão

A Igreja Nossa Senhora da Conceição de Viamão, é a segunda igreja mais antiga do Estado do Rio Grande do Sul. Projetada pelo Engenheiro Militar José Custódio de Sá e Faria, com traços de fortificação, sua construção iniciou em 1767 e foi concluída em 1841. É um belo exemplar do Barroco Brasileiro.
A igreja é tombada em nível nacional e considerada patrimônio cultural brasileiro, pelo decreto de julho de 1938. Faz parte do primeiro lote de tombamentos do Brasil, pelo serviço do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. É um dos símbolos mais significativos da identidade local.

Estátua_de_Oxum,_Ipanema,_Porto_Alegre,_Brasil
Estátua representando Oxum em Ipanema, em Porto Alegre.

Sobre Oxum
Na religião ioruba, é um orixá que reina sobre a água doce dos rios, o amor, a intimidade, a beleza, a riqueza e a diplomacia. Também é um orixá do candomblé. Oxum é dona do ouro e da nação ijexá. Tem o título de Ìyálòdè3 entre os orixás.
Oxum, na mitologia iorubá, é um orixá feminino. O seu nome deriva do Rio Osun, que corre na Iorubalândia, região nigeriana de ijexá e Ijebu. É tida como um único orixá que tomaria o nome de acordo com a cidade por onde corre o rio, ou que seriam dezesseis e o nome se relacionaria a uma profundidade desse rio.
É a força dos rios, que correm sempre adiante, levando e distribuindo pelo mundo sua água que mata a sede. É a Mãe da água doce, Rainha das cachoeiras, Deusa da candura e da meiguice.
Orixá da prosperidade e da riqueza interior, ela é a manifestação do Amor, o amor puro, real, maduro, solidificado, sensível e incondicional, por isso é associada à maternidade e ligada ao desenvolvimento da criança ainda no ventre da mãe, da mesma maneira que Yemanjá.
A regência fascinante de Oxum é o processo de fecundação, na multiplicação da célula mater.
É Oxum quem gera o nascimento de novas vidas que estarão no período de gestação numa bolsa de água – como ela, Oxum, rainha das águas.
É, sem dúvida alguma, das regências mais fascinantes, pois é o início, a formação da vida. É Oxum que “tomará conta” até o nascimento, quando, então, entrega à Yemanjá, que será responsável pelo destino daquela criança.
OxunOxum não vê defeitos nos seus filhos, não vê sujidade. Os seus filhos são verdadeirasjóias, e ela só consegue ver o seu brilho. É por isso que Oxum é a mãe das crianças, seres inocentes e sem maldade, zelando por elas desde o ventre até que adquiram a sua independência.
Os seus filhos, melhor, as suas jóias, são a sua maior riqueza. Como acontece com as águas, nunca se pode prever o estado em que encontraremos Oxum; como também não podemos segurá-la em nossas mãos. Assim, Oxum é o ardil feminino, considerada a deusa do amor, a Vênus africana. O casamento, o ventre, a fecundidade e as crianças são de Oxum, assim como, talvez por consequência, a felicidade.
De menina-moça faceira, passando pela mulher irresistível até a senhora protetora, Oxum é sempre dona de uma personalidade forte, que não aceita ser relegada a segundo plano, afirmando-se em todas circunstâncias da vida.
Oxum é o amor, é a capacidade de sentir amor. A partir desse amor é que se dá a origem as Agregações, e consequentemente origina a concepção das coisas.
Ela é o elo que une os Seres sob uma mesma crença, trazendo a união espiritual. É o elo que une dois Seres sob o mesmo amor, agregando-os onde se dá inicio à concepção de uma nova vida. Ela é quem agrega os bens materiais que torna um ser rico, portanto, é conhecida como Orixá da Riqueza, Senhora do Ouro e das Pedras Preciosas.
O toque dos atabaques, que acompanha sua dança no candomblé, é denominado ijexá. A dança de Oxum é a mímica da mulher faceira, que se embeleza e atavia, exibindo com orgulho colares e pulseiras tilintantes.
Diante do espelho sorri, vaidosa e feliz, por se ver tão linda e sedutora. Essa doçura de encanto feminino, porém, não revela a deusa por inteiro. Pois ela é também guerreira intrépida e lutadora pertinaz.
Como as águas dos rios, a força de Oxum vai a todos os cantos da terra. Ela dá de beber às folhas de Ossain, aos animais e plantas de Oxossi, esfria o aço forjado por Ogum, lava as feridas de Obaluaê, compõe a luz do arco-íris de Oxumarê.
Oxum está em tudo, pois, se amamos algo ou alguém é porque ela está dentro de nós.
data festiva_vereador armandoData festiva: 12 de outubro e 08 de dezembro
Saudação: Eriieiê ô, Ore yèyé o, Oraieiê Oxum, Ai iêieu Mamãe Oxum (Salve Senhora da Bondade e da Benevolência)
Símbolo: um coração do qual nasce um rio.
Sincretismo religioso: Nossa Senhora Aparecida e Nossa Senhora da Conceição.
Cores: amarelo dourado ou cor de rosa
Instrumento: Abebé, um leque em forma circular dourado ou feito em latão que pode trazer um espelho no centro
Pedra: Ametista, Quartzo Rosa
Ervas principais: Erva-cidreira, Melissa, Erva-de-Santa-Maria, Ipê-Amarelo, Mãe-Boa (erva sagrada de Oxum), Calêndula, Rosas Amarelas, Malva, Chuva de Ouro, Trevo Três Corações.
Oferendas: Canjica Amarela, Quindim (4 ou 8), Moedas Amarelas, Mel, Guaraná, Vela Amarela.
Ponto de força: cachoeiras, rios ou nascentes

Sobre o Vereador Vereador Armando

O vereador Armando, como é popularmente conhecido, tem 47 anos, é jornalista/radialista, técnico em contabilidade, Bacharel em Direito, e, pós- graduado em Gestão Hospitalar. Armando esta no quinto mandato de vereador. Armando é considerado um dos vereadores mais atuantes e experientes do Legislativo. É o campeão de projetos e de leis aprovadas e sancionadas. WhatsApp Lista de Transmissão de Notícias: 51 9960-13123 WhatsSacLegal: 51 9994-13123 (Automatizado)

Além disso, verifique

Último dia! Até sexta, 30 de agosto: Tem isenção de IPTU em Viamão aos aposentados, viúvos e pensionistas